CEFET-MG

Biblioteca Digital

BIBLIOGRAFIA DIGITAL ENGENHARIA CIVIL

Disciplina

Referência

Endereço eletrônico
 Geometria Analítica e Álgebra Vetorial
SANTOS, R. J. Matrizes, vetores e geometria analítica. Belo Horizonte: Imprensa Universitária UFMG, 2007. Disponível em: <http://www.mat.ufmg.br/~regi/gaalt/gaalt1.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
SANTOS, R. J. Um curso de geometria analítica e álgebra linear. Belo Horizonte: Imprensa Universitária da UFMG, 2007. Disponível em: <http://www.mat.ufmg.br/~regi/gaalt/gaalt1.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
Introdução a Segurança do Trabalho
BRASIL. Ministério do Trabalho. Portaria 3214, de 8 de junho de 1978. Lei n. 6.514, de 22de dezembro de 1977. São Paulo: Atlas, 2004. Disponível em: < http://www.camara.gov.br/sileg/integras/839945.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
Educação Física, Saúde e Trabalho
BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros curriculares nacionais: ensino médio.
Brasília: Secretaria de Educação Média e Tecnológica, 2000. Disponível em: <
http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/blegais.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
CIOLAC. E, G.; GUIMARÃES. G.V. Exercício físico e síndrome metabólica. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 10, n. 4, p. 319-324, 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbme/v10n4/22048.pdf. >Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
FREITAS-JÚNIOR, I. F. et al. Relacionamento de diferentes domínios da atividade física habitual com indicadores de risco cardiovascular em adultos jovens do sexo masculino. Motriz, v. 16, n. 3, p. 591-597, 2010. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/motriz/v16n3/a06v16n3.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
Estradas I
DNER. Manual de Projeto Geométrico de Rodovias Rurais. Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, Diretoria de Desenvolvimento Tecnológico, Divisão de Capacitação Tecnológica. Rio de Janeiro, 1999. Disponível em: < http://ipr.dnit.gov.br/normas-e-manuais/manuais/documentos/706_manual_de_projeto_geometrico.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
Tecnologia das Construções III
CBMMG. Legislação contra Incêndio e Pânico do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. Disponível em: <http://www.bombeiros.mg.gov.br/legislacao.html>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
Projeto Arquitetônico
CURVELO. Câmara Municipal. Lei nº 778, de 13 de março de 1973. Dispõe sobre o Código de Obras e Normas de Urbanismo do Município de Curvelo. Curvelo: Câmara Municipal, 1973. Disponível em: < http://curvelo.mg.gov.br/site/wp-content/uploads/2015/06/C%C3%B3digo-de-Obras-Lei-n%C2%BA-778-73_redu.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
BELO HORIZONTE. Câmara Municipal. Lei no 7.166, de 27 de agosto de 1996. Estabelece normas e condições para parcelamento, ocupação e uso do solo urbano no município. Belo Horizonte: Câmara Municipal: 1996. Disponível em: < https://cm-belo-horizonte.jusbrasil.com.br/legislacao/237741/lei-7166-96>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
BELO HORIZONTE. Câmara Municipal. Lei no 9.725, de 15 de julho de 2009. Institui o Código de Edificações do Município de Belo Horizonte e dá outras providências. Belo Horizonte: Câmara Municipal, 2009. Disponível em: <http://www.cmbh.mg.gov.br/atividade-legislativa/pesquisar-legislacao/lei/9725/2009>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
BRASIL. Congresso Nacional. Lei 10.257, de 10 de julho de 2001. Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Brasília: Congresso Nacional, 2001. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LEIS_2001/L10257.htm>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
Gestão de Resíduos Sólidos
BRASIL. Congresso Nacional. Lei 12.305, de 02 de Agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Brasília: Congresso Nacional,  2010. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Manual de saneamento. 3. ed. Brasília, DF: Ministério da Saúde: Fundação Nacional da Saúde, 1999. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_saneamento_3ed_rev_p1.pdf>. Acesso em 06 abr. 2017.
Link
Tópicos Especiais em Meio Ambiente: Vulnerabilidades Ambientais do Brasil
MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Vulnerabilidades ambientais do Brasil: desastres naturais ou fenômenos induzidos? Rosely Ferreira da Silva (Org.). Brasília: MMA, 2007. Disponível em: < http://fld.com.br/uploads/documentos/pdf/Vulnerabilidade_Ambiental_Desastres_Naturais_ou_Fenomenos_Induzidos.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
Contexto Social e Profissional do Engenheiro Civil
CREA-MG. Cartilha do estudante: sonhar, aprender, construir. Belo Horizonte:. CREA-MG, 2005. Disponível em: < http://www.crea-mg.org.br/publicacoes/Cartilha/Cartilha%20do%20Estudante.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
BRASIL. Congresso Nacional. Lei No. 5.194, de 24 de dezembro de 1966. Regula o exercício das profissões de Engenheiro, Arquiteto e Engenheiro-Agrônomo, e dá outras providências. Brasília: Congresso Nacional, 1966. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5194.htm>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA. Resolução Nº 218, de 29 de junho de 1973. Discrimina atividades das diferentes modalidades profissionais da Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Rio de Janeiro: CONFEA, 1973. Disponível em: < http://normativos.confea.org.br/ementas/visualiza.asp?idEmenta=266>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA. Resolução Nº 1.010, de 22 de agosto de 2005. Dispõe sobre a regulamentação da atribuição de títulos profissionais, atividades, competências e caracterização do âmbito de atuação dos profissionais inseridos no Sistema Confea/Crea, para efeito de fiscalização do exercício profissional. Rio de Janeiro: CONFEA, 2005. Disponível em: < http://normativos.confea.org.br/ementas/visualiza.asp?idEmenta=550>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
Libras II
ETD – EDUCAÇÃO TEMÁTICA DIGITAL.  Campinas: Faculdade de Educação da UNICAM, v. 7, n. 2, jun. 2006. (Número Temático: Educação de surdos e língua de sinais). Disponível em: < http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/issue/view/84>. Acesso em: 06 abr. 2017.
Link
Tópicos Especiais em Computação: Programação para iniciação científica
SOUZA, Thiago Muniz de. Apostila de LATEX. Niterói: Universidade Federal Fluminense, 2008. Disponível em: http://each.uspnet.usp.br/sarajane/wp-content/uploads/2016/10/manual-latex-1.pdf. Acesso em: 31 mar. 2017.
Link
Cálculo III
SANTOS, R. J.; Introdução às equações diferenciais ordinárias. Belo Horizonte: Imprensa Universitária da UFMG, 2006. Disponível em: https://www.dropbox.com/s/5qfktlai4b59t3v/iedo.pdf?m. Acesso em: 11 maio. 2017.
Link
Obras de Terra e Enrocamento
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL. Manual de segurança e inspeção de barragens. Brasília, DF: MIN, 2002. Disponível em: http://arquivos.ana.gov.br/cadastros/barragens/inspecao/ManualdeSegurancaeInspecaodeBarragens.pdf. Acesso em: 11 maio 2017.
Link
Tópicos Especiais em Matemática Aplicada
MARTINEZ, Fábio E. Brachero et al. Teoria dos números: um passeio com primos e outros números familiares pelo mundo. Disponível em: . Acesso em 11 maio 2017.
Link
PIMENTEL, E. G. Teoria de números e criptografia RSA. Disponível em: http://www.mat.ufmg.br/~elaine/OBMEP/criptografia.pdf. Acesso em: 11 maio 2017.
Link
MAIER, Rudolf R. Teoria dos números. versão alualizada.2005. Disponível em: http://www.mat.unb.br/~maierr/tnotas.pdf. acesso em: 11 maio 2017.
Link
Elementos de Planejamento de Transportes
DEPARTAMENTO MACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES. Manual de estudo de trafégo. Brasília, DNIT, 2006. Disponível em: http://www1.dnit.gov.br/arquivos_internet/ipr/ipr_new/manuais/manual_estudos_trafego.pdf Acesso em: 12 maio 2017.
Link
VASCONCELLOS. Eduardo Alcântara de, CARVALHO. Carlos Henrique Ribeiro de, PEREIRA, Rafael Henrique Moraes. Transporte e mobilidade urbana. Brasília. 2011. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/agencia/images/stories/PDFs/TDs_Ipea_Cepal/tdcepal_034.pdf> Acesso em 12 maio 2017.
Link
LITMAN, Todd. Planning principles and practices. Victoria: Transport Policy Institute, 2013. Disponível em: http://www.vtpi.org/planning.pdf. Acesso em: 12 maio 2017.
Link
Ferrovias
MANUAL didático de ferrovias. Disponível em: http://www.dtt.ufpr.br/Ferrovias/arquivo/MANUAL%20DID%C3%81TICO%20DE%20FERROVIAS%202012%20(p.01-90)%20PRIMEIRA%20PARTE-2s.pdf. Acesso em: 12 maio 2017.
Link