CEFET-MG

Sabão ecológico

  1. IDENTIFICAÇÃO DA ATIVIDADE

TÍTULO DA ATIVIDADE: Sabão Ecológico: alternativa para o óleo de cozinha e forma de geração de renda

  1. PARTICIPANTES DA ATIVIDADE

COORDENADORA:

Gretynelle Rodrigues Bahia

gretynelle@curvelo.cefetmg.br

Link do Lattes:  http://lattes.cnpq.br/1821959329545926

ALUNOS:

Gabriel de Jesus Oliveira Fonseca

Sarah Fernandes Vieira Machado

  1. CARACTERIZAÇÃO DA ATIVIDADE

DESCRIÇÃO:

O projeto Sabão Ecológico: alternativa para o óleo de cozinha e forma de geração de renda iniciou-se em 2013 com o título de “Uso do óleo de cozinha como alternativa ecologicamente sustentável para geração de renda”, que de forma ecológica e sustentável, vem ofertando uma alternativa de geração de renda e trabalho para a comunidade de Curvelo, envolvendo desenvolvimento ambiental e social.

A finalidade do projeto consiste em encontrar alternativas ecológicas aproximando a instituição da comunidade curvelana, a fim de orientar as pessoas sobre os impactos que o óleo de cozinha pode causar ao ambiente em que vivemos, além de produzir produtos de natureza integralmente sustentável, como sabão em pó, sabão líquido e sabão em barra.

A ideia em si, é contornar o problema do descarte incorreto do óleo doméstico, através de uma solução prática e ecológica. A reutilização de óleo para produção de diversos tipos de sabão pode ainda gerar renda aos participantes, o que é mais um ponto positivo do projeto.

Em setembro de 2012 o CEFET-Curvelo, juntamente com a Faculdade Arquidiocesana de Curvelo (FAC), lançou um projeto para a coleta e reciclagem de óleo de cozinha no município. Uma rede de supermercados da cidade (supermercado Paizão) disponibilizou um coletor em suas dependências onde a população dispensa o óleo utilizado acondicionado em garrafas PET.  Em 2013 o Projeto teve início atendendo cerca de 30 pessoas da comunidade, sendo que destas permaneceram até o momento um total de 15. Este óleo é levado ao CEFET-Curvelo onde é destinado ao desenvolvimento e confecção de produtos de higiene e limpeza (principalmente o sabão em barra).  Para que a quantidade de óleo coletado seja suficiente para a execução do projeto é feito o contato com comerciantes da cidade (bares e restaurantes), assim como campanhas de conscientização da população.

No decorrer dos anos de 2013 e 2014 diversas ações foram realizadas. Inicialmente foi feito um planejamento adequado de toda estrutura necessária para que ocorra o projeto e suas oficinas.

O passo seguinte teve como objetivo a divulgação em toda cidade, por meio de cartazes e anúncios em rádio, sobre a importância da separação e coleta de óleo utilizado assim como a melhor destinação a este resíduo. Durante esta etapa, a Faculdade Arquidiocesana de Curvelo (FAC) tornou-se parceira do projeto no intuito de auxiliar os participantes sobre métodos de venda e de geração de renda, e o Supermercado Paizão cedeu um local para recolher o óleo.

Dias depois foram realizadas as inscrições de participantes interessados ao projeto e deu-se início às atividades com o público interessado. Foram proferidas palestras de caráter educativo sobre assuntos referentes ao meio ambiente e saúde, com o propósito de apresentar formas corretas e sustentáveis de descarte de óleo, reutilização, equipamentos de proteção, e as consequências negativas que o óleo pode causar ao ambiente.

As oficinas iniciais de produção de sabão, vieram logo em seguida e consequentemente diversas pesquisas e experimentos foram realizados até encontrar-se formas ideais de produção do sabão. Alguns alunos do campus também demonstraram interesse sobre a fabricação de sabão, e foram realizadas duas oficinas básicas de produção com a participação dos mesmos.

Depois executaram-se oficinas avançadas de elaboração de sabão com os participantes, a fim de desenvolver produtos com características mais comerciáveis, além de produzir  quantidade suficiente para armazenamento em estoque.

A partir de 2015, com a continuação do projeto busca-se aprimorar os produtos além de agregar participantes e ampliar a produção. Naquele ano, inicialmente analisou-se e reestruturou-se as condições necessárias para realização das oficinas. Como houve a busca de novos participantes, também houve o processo de divulgação e abertura de vagas para o ingresso de novas pessoas ao projeto, além da explanação e orientação por meio de palestras destinadas aos novos participantes.

Atualmente, o projeto se encontra em fase de adaptação e reestruturação também do espaço onde é realizada as oficinas, a fim de melhorar as condições de trabalho para todos os envolvidos e aperfeiçoar a produção de diversos tipos de sabão.

A etapa seguinte é oferecer aos envolvidos condições de ampliação de produção e estoque, fortalecer o vínculo com a FAC, para que o processo de apresentação e comercialização seja feita da melhor maneira possível.

O período de comercialização ainda está sendo estudado, porque é necessário um estoque razoável e a formação de uma cooperativa ou associação.  Esta última fase, sendo o maior objetivo do grupo de trabalho, procura assim promover condições mais efetivas de desenvolvimento social, ambiental e econômico.

FOTOS:

sabao-ecologico-1 sabao-ecologico-2 sabao-ecologico-3 sabao-ecologico-4 sabao-ecologico-5 sabao-ecologico-6 sabao-ecologico-7 sabao-ecologico-8 sabao-ecologico-9 sabao-ecologico-10 sabao-ecologico-11 sabao-ecologico-12 sabao-ecologico-13